Bem Vindo!!!

Parábolas e Fábulas são contadas de geração em geração e tem como atributo principal fazer-nos refletir sobre nossas atitudes e comportamentos.



Em sua maioria trazem, em seu conteúdo, lições de moral relacionadas ao comportamento humano com o próximo.



O objetivo deste blog é divulgar as muitas parábolas e fábulas contadas pelo mundo, bem como colaborar para que nos tornemos mais sábios e preparados para encarar a vida e seus desafios.



Boa Leitura!!!



segunda-feira, 3 de março de 2014

Um dia daqueles

Por que será que quando as paixões se inflamam a gente opta por discutir e brigar, quando o melhor e conversar e relaxar.

Por que será que perdermos tempo precioso discutindo quem gosta mais de quem quando o melhor seria dar tempo ao tempo.
O ideal dentro de uma relação seria o sentimento crescer de forma equiparada, geralmente quando o sentimento de um par transcende em grau superior ao do outro tal fato acaba por gerar discussões e brigas,, lembre-se:
“Ao darmos a alguém todo o nosso amor nunca temos a
certeza de que iremos receber este amor de volta. Não ame esperando algo em troca, espere para que este
sentimento cresça no coração daquele que você ama.
E se isto não ocorrer, esteja feliz por este sentimento estar crescendo em seu coração.
Em questão de segundos nos apaixonamos por alguém, mas levamos uma vida inteira para esquecer alguém especial.”

Em certos momentos o tempo parece não passar , será que a cronologia está ficando “menor” , mais estreita? Ou a necessidade de se ter àquela  pessoa que não sai dos pensamentos ao seu lado  é que faz com que o tempo insista  em não passar?
Sentir-se como um monjolo com o nome daquela pessoa martelando na cabeça o dia todo. Isso é normal? Normal será para as pessoas que estão apaixonadas, onde o desejo de estar junto chega ser,  às vezes, mais forte que as necessidades primárias do ser humano.
Que sentimento é esse que ninguém até hoje conseguiu definir.
Uns dizem que é amor outros que é paixão.
Quem sou eu para filosofar sobre um sentimento que é inerente da emoção humana coisa que até Freud teve dificuldades em mensurar.
Uma coisa é certa. No campo campo da emoção não há certo ou errado há emoções e emoções são geradas por pensamentos e pensamentos são ingerenciáveis.
Escrever o que sente talvez seja o caminho para aliviar a dor que passa pela cabeça e estende até o estomago dando aquela sensação de angústia e de que alguma coisa tem que ser preenchida.
Como preencher esse vazio é a grande pergunta que invade a mente e faz com que sua concentração sofra um desfoque, tudo parece que não está dando certo porque está com aquele sentimento de vazio, àquela necessidade de trocar olhar, de ouvir a voz do outro lado de um telefone ou até mesmo aquela simples mensagem pelo celular que quando a gente receber fica todo excitado, pois a ânsia foi suprida e logo am seguida começa uma nova um novo preparo aguardando outra e outra e outra até quando um não resiste pega o telefone e deixa de fazer uma super importante tarefa só para obter mais um momento de satisfação e conseqüente diminuição da angústia.
Ter vontade de ficar o dia todo conversando bobagem, trocando palavras de carinho e até mesmo obtendo satisfação, mesmo que esta seja à distância. Uns dizem que a distância aproxima ás pessoas, acredito que aumenta a libido, pois quando estas se encontram o desejo é tão grande que chega até as raiais de atos meios que animais e selvagens tamanho é a vontade de suprir a ausência.